Início Notícias Adeppe comenta ‘queda’ da delegada-geral da Polícia Civil de Pernambuco

Adeppe comenta ‘queda’ da delegada-geral da Polícia Civil de Pernambuco

PE: Queda do comando da PM já era esperada desde o final do ano passado

Diogo Victor, presidente da ADEPPE, também comentou, nesta terça-feira, a mudança no comando das duas polícias do Estado. Veja os termos abaixo:

“No final da noite de ontem, dia 22 de janeiro de 2024, recebemos, com perplexidade, a exoneração da Delegada Geral Simone Aguiar, às vésperas do maior evento do nosso Estado, o Carnaval Pernambucano. Sem dúvidas, não há momento mais inoportuno para a troca de gestão na segurança pública.

A falta de diálogo do Governo com as polícias, bem como com as entidades de representação das categorias, foi um dos fatores decisivos para essa mudança incomum. Eis que trata-se de um momento muito delicado, com grande aglomeração de pessoas e com a necessidade de concentração de esforços para a segurança de toda a população.

A Associação dos Delegados agradece a Simone Aguiar pela condução da Polícia Civil de Pernambuco nesses 13 meses de gestão, sempre recebendo a entidade de forma democrática e respeitosa.

A ADEPPE deseja ao novo Delegado Geral, Renato Márcio Rocha Leite, sucesso na condução da Polícia Judiciária Pernambucana, inclusive por já ter demonstrado competência na gestão de várias unidades do Estado.

Cabe registrar que a simples mudança do Delegado Geral desacompanhado de sinalização concreta de melhorias das condições de trabalho e na valorização do policial civil, infelizmente, não levará aos resultados almejados pela Governo do Estado e pela população.

O programa de segurança lançado pelo Governo do Estado (Juntos pela Segurança) foi o primeiro no país a não prever nenhuma valorização às forças de segurança, sendo este um grande erro da gestão do Governo de Pernambuco, resultando na recente explosão da criminalidade em todo o estado”.

JC

DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social