Jun 20, 2019

Faça seu login

Usuário*
Senha*
Lembrar de mim

Delegada do AM é atacada em rede social ao ser confundida com pastora

1
0
0
s2smodern

A delegada do AM e a pastora paraense tem o mesmo nome – foto: divulgação

A delegada Juliana Tuma, tem recebido ataques em sua página no Facebook, após ser confundida com pastora que ofendeu o cantor Gabriel Diniz, morto em acidente aéreo. A Polícia Civil do Amazonas se manifestou nesta quinta-feira, 30, por meio de nota, em apoio à delegada, que possui o mesmo nome da pastora de Belém do Pará.

A instituição diz por meio da nota que “manifesta solidariedade” e que “todas as medidas cabíveis serão tomadas, para resguardar a integridade moral da delegada, que possui postura profissional exemplar”. A delegada atualmente é titular do 22º Distrito Integrado de Polícia (DIP) em Manaus, mas já esteve à frente da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), onde realizou grande trabalho.



Entenda o caso

A pastora Juliana Tuma, de Belém do Pará, após a morte de Gabriel Diniz na última segunda-feira, 27, foi às redes sociais e deu declarações que deixaram os fãs do candor revoltados. “Caiu o avião daquele da Jenifer (…) Cantar para o diabo é um caminho sem volta. O pior de tudo é que vai para o inferno”, disse em um vídeo gravado no Instagram. Logo depois com a repercussão negativa, Juliana apagou as publicações e suspendeu a conta, mas deixou a sua página no Facebook ativa.

Ainda nas redes sociais, a pastora se retratou, dizendo que foi mal interpretada, pela maneira fria que falou algo que está escrito na bíblia em Marcos 16:16. Ela completa dizendo ainda que já acionou seus advogados para tomarem providências contra as pessoas que atingiram sua honra nas redes sociais.

Internautas acabaram chegando até o perfil da delegada do Amazonas nesta quinta-feira falando ofensas. “Usada do inimigo! Vá se converter! Fica ai sujando o nome dos verdadeiro cristãos”, disse um homem. Mas um rapaz alertou o engano. “Pessoal vocês estão atacando a pessoa errada. Ela nem é de Belém, é de Manaus, Amazonas”, disse.

Mesmo assim as ofensas continuaram. “Unhas vermelhas e sobrancelha de rena entra no reino dos céus? aiai para você”, atacou outra internauta. “Delegada de Manaus. Povo sem noção, antes de sair atacando as pessoas vão se informar aff. Leiam pelo menos o perfil de Manaus”, escreveu uma mulher em defesa da delegada.

Pastora Juliana Tuma mora em Belém do Pará – foto: reprodução


Amazonas1

DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social

 

1
0
0
s2smodern

Destaques