Out 26, 2020

TCU volta atrás e autoriza Polícia Federal a contratar imagens de satélites

1
0
0
s2smodern

A ministra Ana Arraes, do TCU (Tribunal de Contas da União), revogou nesta segunda (21) cautelar imposta na sexta (18) suspendendo o contrato da Polícia Federal com a empresa Planet por imagens de satélite.

O serviço custou R$ 49 milhões aos cofres públicos, como mostrou o Painel no fim de agosto.

Em seu despacho, a ministra alega que a PF apresentou novas informações nesta segunda, o que permitiu a revisão de sua decisão.

A PF alegou que a suspensão do contrato iria prejudicar as operações da corporação na punição dos responsáveis pelas queimadas, principalmente no Pantanal, e que as imagens serviam no combate a outros ilícitos.

Em parecer técnico, a PF acusou o Inpe a querer manter o monopólio de informações sobre o desmatamento e comparou a reação da entidade a taxistas furiosos com a chegada da Uber.

Na decisão anterior, Ana Arraes havia seguido a área técnica do TCU, que entendeu haver à disposição do órgão imagens do Inpe. A PF, no entanto, argumentou que as imagens do Inpe não atendem com a mesma agilidade e definição necessárias para operações policiais.


Clique AQUI e veja a decisão.


Folha

DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social

 

1
0
0
s2smodern

Destaques