Set 26, 2020

Operação prende advogado e DJs com 500 comprimidos de ecstasy em festa de Teresina

1
0
0
s2smodern

Delegados Tales Gomes (esquerda) e Menandro Pedro (centro)

 

Oito pessoas foram presas em flagrante por utilizar e comercializar drogas sintéticas durante festa rave em um sítio na região da Usina Santana, Zona Rural de Teresina, no último sábado (14). Entre os detidos estão os organizadores do evento, DJs e um advogado, também DJ, que se apresentava no momento da prisão. Pelo menos 500 comprimidos de ecstasy foram apreendidos.

A Operação Andrômeda decorreu entre quarta-feira (11) e sábado (14) com equipes das Polícia Civil e Militar e apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da perícia da Polícia Federal, que identificou drogas ainda desconhecidas pela polícia do Piauí. Drogas como LSD, haxixe e cocaína foram algumas das substâncias encontradas.

  

Lsd e outras substâncias foram encontradas com organizadores e DJs do festival (Foto: Divulgação/ Policia Civil)

 

De acordo com o Delegado Menandro Pedro, da Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes, a festa duraria vários dias e até grávidas e crianças de colo foram encontradas no local. Ele explicou ao Bom Dia Piauí que uma farmácia foi implantada pelos organizadores para tratar qualquer efeito colateral.

"Conseguimos, através de uma denúncia anônima, identificar DJs que vinham de outros estados e na quinta-feira, juntamente com a PRF, começamos a dar os flagrantes. No sábado fomos na festa e apreendemos muita droga sintética", contou.

Entre os entorpecentes apreendidos foram identificados quase 500 comprimidos de ecstasy, bem como cocaína, skank, cristal, LSD, LSD em gel, MDma, N-Bome, haxixe, mdxx, entre outros. A droga foi encontrada no quarto da organização do evento e na praça de alimentação.

 


Parte da droga apreendida na Operação Andrômeda em Teresina (Foto: Divulgação/ Policia Civil) 

 

O secretário de segurança do estado Fábio Abreu destacou que os jovens que participavam da festa eram, principalmente, de classe média e classe média alta devido aos valores dos entorpecentes e alertou os pais para os danos que essas drogas podem causar.

"Uma festa que começa na quinta-feira para terminar no domingo é algo estranho, então os pais devem ter cuidado com isso e vamos fiscalizar esse tipo de evento para que não tenhamos jovens viciados, já que essas drogas são muito mais fortes que as que temos apreendido", ressaltou.

Durante o festival, a polícia disse que foram presos os DJs Pedro Henrique Batista Soares e Lincoln Marcello Monteiro Ribeiro, o DJ e advogado Iuri Lobão Delgado, os organizadores Rodrigo Breuel Machado e Alex Carvalho Feitosa, bem como Samuel Nunes Sousa, que segundo a polícia, vendia drogas no local.
 

A polícia disse ainda que o estudante de Geografia (UFMA) Douglas de Freitas Ferreira e o tradutor André Felipe Moreira Reis foram detidos na madrugada de quinta-feira (12) transportando drogas que seriam comercializadas na rave.

 

G1

 

DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social

 

 

 

 

 

1
0
0
s2smodern

Destaques