Início Notícias Três delegados são cotados para assumir a Secretaria de Segurança do ES

Três delegados são cotados para assumir a Secretaria de Segurança do ES

ES: Ricas, Dutra e Damasceno são cotados para assumir a Sesp


Três delegados, sendo um da Polícia Civil e dois da Polícia Federal, são cotados para assumir a Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) no lugar do coronel Alexandre Ramalho, que deixou o cargo nesta quarta-feira (31). Ramalho deixou a pasta para se dedicar a projetos políticos, uma vez que pode ser candidato a prefeito neste ano.

São cotados: o superintendente da Polícia Federal no Espírito Santo, delegado Eugênio Ricas; o delegado federal Leonardo Damasceno, que é delegado regional executivo e o 2º na hierarquia da PF-ES; e o delegado da Polícia Civil Fabrício Dutra, que é Superintendente de Polícia da Regional Norte.

Segundo informações de bastidores, os três nomes foram sugeridos para o governador Renato Casagrande (PSB), que estaria analisando e conversando com os cotados. Por ora, o governador designou o coronel Márcio Celante para assumir interinamente a Sesp.

A decisão de quem irá assumir definitivamente a pasta estaria para sair nos próximos dias, mas há a possibilidade de ser anunciada hoje (02). Ao que tudo indica, até a noite desta quinta-feira (1º), o martelo ainda não tinha sido batido.

De acordo com interlocutores do Palácio Anchieta, o governador busca um perfil técnico, mas que também tenha capacidade de diálogo com os diversos setores da sociedade. Que comunique bem as políticas públicas de segurança pública, principalmente as providências tomadas, tanto de forma ostensiva quanto preventiva.

Em outras palavras, o governador quer alguém competente, que responda à altura os desafios impostos pela pasta, mas que também saiba comunicar ou “vender bem” a imagem e os resultados da Segurança Pública.

A coluna já analisou aqui nesse espaço, o potencial que a Segurança Pública tem de se tornar uma pedra no sapato do governador que prometeu, na campanha do ano passado, levar o Espírito Santo para o ranking dos cinco estados mais seguros do País.

No ano passado, a Segurança Pública apresentou um bom resultado, reduzindo o número de homicídios para menos de mil e alcançando a menor taxa de assassinatos da série histórica. O mês passado também teve um saldo positivo, comparado aos anos anteriores.

Entretanto, uma mudança na pasta que vem tendo desempenho positivo foi vista no mercado político como algo preocupante porque, a depender do perfil do novo secretário, pode dar continuidade ao trabalho ou colocar tudo a perder.

Em entrevista à coluna De Olho no Poder divulgada na manhã desta quinta, o secretário estadual de Planejamento, Álvaro Duboc, disse, porém, que não há risco das alterações impactarem a política de segurança pública.

 

 

De Olho no Poder

DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social