Dez 15, 2018

Faça seu login

Usuário*
Senha*
Lembrar de mim

Sem recuo do Governo, delegados do Tocantins entregam seus cargos

1
0
0
s2smodern

Delegados estão reunidos para tratar do assunto Sarah Pires e Kezia Noá

Sem recuo por parte do Governador Mauro Carlesse (PHS) sobre as exonerações dos delegados regionais do Estado, incluindo Bruno Boaventura, de Araguaína, que comandava investigações contra a família do deputado estadual Olyntho Neto (PSDB), o comando da Segurança Pública do Tocantins acaba de entregar os cargos ao Governo. A reunião no Palácio Araguaia não contou com a presença de Carlesse. Os delegados continuaram reunidos nesta tarde de segunda-feira, 19, e o presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia Civil (Sindepol), Mozart Félix, comunicou aos pares que todos os delegados em cargos de gestão na Segurança do TO entregaram seus cargos. "Ficou claro que os delegados, em hipótese alguma, irá aceitar ingerência na sua atividade de investigação. Vamos continuar e intensificar nosso trabalho".

A informação apurada pelo Portal T1 Notícias é a de que não só o secretário da Segurança Pública (SSP), Fernando Ubaldo Monteiro Barbosa, mas outros gestores da cúpula entregaram os cargos. “O que houve foi que os delegados que ocupavam as chefias da Polícia Civil, o secretário, diretores, delegado geral entregaram os cargos. Ainda lá no Palácio, na presença dos secretários”, confirmou Mozart Felix.

Entregaram os cargos no ato o secretário Geral, Fernando Ubaldo; Delegado geral, Vinicius Mendes; Gerente de Operações, Wanderson Chaves; Diretora de Polícia da Capital, Antônia Ferreira; Diretor de Polícia do Interior, Marcio Giroto; Diretora de Inteligência, Luciana Midlegi e o diretor da Academia de Polícia Marcelo Falcão.

Sobre o episódio envolvendo o delegado Bruno Boaventura, para o presidente, ficou muito clara a tentativa de usar a justificativa de reforma administrativa para atrapalhar o andamento das investigações.

O governador manteve, através dos secretários enviados para negociar com representantes da Polícia Civil, o mesmo discurso de reforma administrativa. "A promessa do Governador é uma reestruturação com medida provisória para o início de 2019", informou uma fonte do Portal.

Carlesse mandou para a reunião o secretário da Casa Civil, Roulf Vidal, da Fazenda e Planejamento, Sandro Henrique Armando, das Cidades, Claudinei Quaresemin o Vice-governador Wanderlei Barbosa, além do Chefe de Gabinete do Governador.

Esclarecimento

O delegado ainda esclareceu sobre boato de que há interesse da classe em manter a lei de indenizações para delegados que são responsáveis por até cinco cidades para comandar. “Isso é interesse do Governo, não nosso. Quero deixar claro que os delegados da Polícia Civil não têm a menor intenção da renovação dessa lei. O que nós queremos é a nomeação dos aprovados no último concurso, de 2014. Ainda há 18 delegados para tomar posse”.

O governador foi procurado para se manifestar sobre a entrega dos cargos.

T1 Notícias

DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social

 

 

1
0
0
s2smodern

Destaques