Nov 26, 2020

Reunião nesta semana pode definir cronograma do concurso para Polícia Civil do Paraná

1
0
0
s2smodern

O concurso PC PR pode ter novas datas de provas anunciadas ainda nesta semana. Em resposta à Folha Dirigida nesta quarta-feira, 4, a Polícia Civil do Paraná informou que:

"A PCPR e a banca irão fazer uma nova reunião ainda nesta semana".

A data do encontro entre a comissão do concurso e a banca organizadora, a Universidade Federal do Paraná (UFPR), não foi revelada. Desta forma, o futuro da seleção pode ser definido até a próxima sexta-feira, 6.

Em outubro, banca e comissão se reuniram, mas não chegaram a um consenso sobre o cronograma. Até o momento, a expectativa é para que as provas ocorram no início de 2021.

A previsão é do delegado-geral da Polícia Civil do Paraná, Silvio Jacó Rockembach. No dia 16 do mês passado, ele afirmou que é uma certeza de que as provas não serão realizadas ainda este ano.

 

"Esse ano, certeza que a gente não vai conseguir realizar esse concurso, mas a gente espera realizar já no começo de 2021", disse o delegado-geral à CBN Maringá, em outubro.

Outro fator que colabora para a realização das provas no início de 2021 é o concurso PM PR e Bombeiros PR, para soldados. Organizada também pela UFPR, a seleção foi retomada e teve suas provas remarcadas, em outubro deste ano.

Conforme novo cronograma, todos os inscritos no concurso da Polícia Militar serão avaliados no dia 28 de março de 2021. Desta forma, é possível que a PC PR e a UFPR sigam pelo mesmo caminho.

As inscrições gerais para o concurso PC PR já terminaram. A banca também já publicou a relação de candidato por vaga, com mais de 100 mil inscritos.

Ao todo, são oferecidas 400 vagas imediatas de nível superior. Desse total, 300 são para o cargo de investigador, enquanto 50 são para papiloscopista e 50 para delegado.

Neste último caso, é preciso ter graduação em Direito. A remuneração é de R$18.280,05.


Já as carreiras de investigador e papiloscopista têm o nível superior em qualquer área como requisito. Os ganhos iniciais são de R$5.588,05 e R$5.867,45, respectivamente.

Em todos os casos, é preciso ter carteira de habilitação na categoria B ou superior. As vagas são divididas em três possibilidades de lotação: Curitiba, Região Metropolitana de Curitiba e interior do estado.

Resumo sobre a seleção!

  • Órgão: Polícia Civil do Paraná
  • Banca: Universidade Federal do Paraná (Funpar/UFPR)
  • Cargos: investigador, papiloscopista e delegado
  • Requisitos: nível superior
  • Vagas: 400
  • Lotação: Estado do Paraná
  • Remuneração: de R$5.588,05 a R$18.280,05
  • Inscrições: 4 de maio a 2 de junho
  • Provas: aguardando novo cronograma

As provas do concurso serão de acordo com o cargo. Para investigador e papiloscopista, o exame objetivo contará com 50 questões. Haverá também redação. A estrutura de avaliação será a seguinte:

Prova Preambular - 25 questões

  • Língua Portuguesa (15 questões);
  • Informática (cinco); e
  • Raciocínio Lógico (cinco).

Prova de Conhecimentos Específicos - 25 questões

  • Noções de Direito Administrativo (cinco);
  • Noções de Direito Constitucional (cinco);
  • Noções de Direito Penal (cinco)
  • Noções de Direito Processual Penal (cinco);
  • Noções de Legislação Penal Especial (cinco); e
  • Redação.


Além da prova objetiva, esses candidatos realizarão uma redação. Serão considerados aprovados aqueles que alcançarem, no mínimo, 42 pontos na soma das notas das provas.

Além disso, será preciso obter a classificação, conforme o item 11.2.2 do edital, para ter a redação corrigida. Será reprovado na redação quem zerar o exame.

Para delegado, a avaliação objetiva contará com 100 questões mais um exame discursivo. A estrutura de prova será a seguinte:

Prova objetiva - 100 questões

  • Direito Administrativo (15 questões);
  • Direito Constitucional (15);
  • Direito Penal (15);
  • Direito Processual Penal (15);
  • Legislação Penal Especial (15);
  • Criminologia (cinco);
  • Direito Civil (cinco);
  • Direitos Humanos (cinco);
  • Informática (cinco); e
  • Medicina Legal (cinco).

Prova de Conhecimentos Específicos

Prova discursiva


Serão aprovados na objetiva os candidatos com, no mínimo, 60 pontos, em 100 disputados. Somente serão convocados para a prova discursiva os classificados até a 850ª posição (ampla concorrência).

A prova discursiva do delegado contará com sete questões formuladas a partir das seguintes áreas:

Direito Penal (incluindo Legislação Penal Especial), Processual Penal (incluindo Legislação Penal Especial), Administrativo e Constitucional, além de uma peça prática. Será reprovado quem zerar a avaliação discursiva.

Os aprovados serão convocados para as demais etapas, sendo elas: prova de títulos, exame de higidez física; Teste de Aptidão Física (TAF); e a investigação de conduta.

Após a conclusão de todas as etapas, o resultado final será divulgado. A seleção ficará válida por dois anos, podendo ser prorrogada por igual período. O regime de contratação será o estatutário.

Folha Dirigida

DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social

 

 

1
0
0
s2smodern

Destaques