Jan 16, 2021

Polícia pede prisão de enfermeiro suspeito de dopar e estuprar cunhada dentro de hospital

1
0
0
s2smodern

A delegada Vilma Alves (imagem), titular da Delegacia da Mulher, representou pela prisão preventiva do enfermeiro suspeito de dopar e estuprar a própria cunhada em um dos leitos do Hospital São Marcos, no dia 31 de outubro deste ano.

Segundo a delegada, o pedido foi protocolado no dia 26 de novembro e, nesta segunda-feira (30/11), o Ministério Público, através do promotor Francisco de Jesus, emitiu parecer favorável à prisão.

Segundo a delegada, a prisão do suspeito se faz necessária para a garantia da ordem pública, tendo em vista que o crime abalou a comunidade local.

“O comportamento desse indivíduo deixa claro que ele em liberdade poderá cometer outros crimes, além da grande possibilidade de fuga”, alegou a delegada à Justiça.

CRIME

Um enfermeiro do Hospital São Marcos está sendo acusado de estuprar a própria cunhada que estava como acompanhante de um paciente, internado nas dependências do hospital, no dia 31 de outubro de 2020.

De acordo com o familiar que relatou o caso, a vítima estaria acompanhando o sogro no hospital. O enfermeiro acusado teria dito que o paciente não poderia ficar aos cuidados de alguém sem experiência e requisitou que ela dormisse no hospital.

Segundo relatos do familiar, a vítima, no entanto, pediu para que uma funcionária acompanhasse o idoso. Contudo, o enfermeiro pediu para que a vítima fosse responsável por essa tarefa e não a funcionária dela. Ao chegar no hospital, a vítima teria dito ao enfermeiro que estava cansada e o funcionário do hospital teria dado a ela uma medicação para descansar.


Depois de 6h, a vítima acordou sentindo dores na genitália e passou a ter lapsos de memória do momento da agressão. Após conseguir sair do quarto, a mulher ligou para o marido ir buscá-la, contou o que aconteceu e fez o exame na Maternidade Evangelina Rosa que constatou o estupro.

O enfermeiro que foi acusado de estuprar sua cunhada durante o acompanhamento de um paciente foi afastado do exercício do cargo no hospital São Marcos, no Centro de Teresina. Pouco tempo depois do caso se tornar público, o acusado se internou no Areolino de Abreu alegando problemas mentais.


Oito e Meia

DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social

 

 

 

 

1
0
0
s2smodern

Destaques