Início Notícias Polícia Civil de SP apreende mais de 1.000 celulares roubados e máquina...

Polícia Civil de SP apreende mais de 1.000 celulares roubados e máquina de desbloqueio

SP: Operação da polícia no Centro de SP apreende mais de mil celulares roubados e máquina para desbloquear aparelhos

  

A Polícia Civil apreendeu, na manhã desta terça-feira (21), mais de mil celulares, além de uma máquina que permitia desbloquear e desmontar os aparelhos, durante uma operação contra um grupo suspeito de receptar celulares roubados.

De acordo com os investigadores, o esquema é operado por africanos que acabam enviando os equipamentos para outros países.

Parte dos equipamentos pode ter sido roubada durante eventos como os shows da Banda Rebelde, no estádio do Morumbi, na semana passada, no feriado da Consciência Negra, nesta segunda (20), e nas apresentações do final de semana da cantora Taylor Swift, no Rio de Janeiro.

 


Ao todo, foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão na Rua dos Guaianases – local conhecido como ‘ninho de celulares roubados’, na região da Cracolândia.

Também foram feitas buscas em endereços no Largo do Arouche, e na Avenida da Liberdade.

Duas pessoas foram presas. A operação é coordenada pela 1ª Delegacia DIG (Antipirataria).

Nesta segunda (20), mais uma loja de produtos eletrônicos foi alvo de foi invadida e saqueada. Seis pessoas foram detidas.

No início de novembro, moradores da região gravaram imagens que mostram usuários de droga quebrando a porta de entrada de uma outra loja.

Em conversa com o g1 à época, a empresária dona do estabelecimento disse que tomou um prejuízo de mais de R$ 80 mil e perdeu tudo.

Em abril, um outro grupo de dependentes químicos saqueou uma loja de eletrônicos no Centro de São Paulo. Por volta de 7h, o proprietário do estabelecimento foi acionado pelo alarme, checou as câmeras de segurança e notou que havia cerca de sete pessoas levando produtos do estabelecimento.

A GloboNews conversou com o dono da loja, Marcelo Granja, que disse na época que o prejuízo chegou a R$ 100 mil.

g1

DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social