Mai 27, 2022

Pais acharam absurdo serem acordados para resgatarem filhos de festa ilegal; adolescentes ainda dançaram na delegacia

1
0
0
s2smodern


Uma sucessão de espanto e perplexidade para a rede de proteção à criança e ao adolescente no flagrante da festa de aniversário de uma influencer em Teresina (PI), no último sábado (7).


Se não bastasse encontrar adolescentes em completo estado de embriaguez, os conselheiros tutelares de Teresina tiveram que enfrentar pais que reclamaram por terem sido acordados de madrugada para resgatarem seus filhos.


Mais de 50 adolescentes foram apreendidos na festa, no bairro Vale Quem Tem, zona Leste de Teresina. Cerca de 35 deles foram levados para a Central de Flagrantes e 14 os pais não foram localizados e os conselheiros tiveram que ir até as residências dos meninos e meninas. Todos eles na faixa etária de 11 a 17 anos, segundo a gerência de Direitos Humanos da Secretaria de Assistência Social de Teresina.
Conselhos Tutelares notificaram os 50 pais e vão ouvi-los durante toda a semana.


“Alguns pais acharam um absurdo serem acordados para irem buscar seus filhos na Central de Flagrantes. Muitos não sabiam onde os filhos estavam e alguns pensavam que eles estavam numa festa de aniversário”, afirmou a conselheira Renata Bezerra, do Conselho Sudeste.


Um adolescente de 14 anos estava tão embriagado, que passou mal na Central de Flagrantes. Renata contou que levou o garoto para a UPA do Satélite para ser desintoxicado.


“No outro dia tivemos que leva-lo em casa, pois nem o pai e nem a mãe apareceram para pegá-lo no hospital”, disse.


Segundo Renata, o que mais lhe chocou foi a quantidade de bebidas e drogas no local, além dos valores exorbitantes cobrados nas bebidas.


Inquérito vai investigar dois adultos


A delegada Lucivânia Vidal, coordenadora da Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente informou que dois adultos – dono do bar e um funcionário - foram presos e serão investigados por exploração sexual infantil e venda de bebida alcoólica. Os dois foram soltos após pagamento de fiança.


“Os adolescentes não praticaram nenhum ato infracional e foram levados para a Central por falta de um espaço de acolhimento. Mais de 30 garrafas de bebidas foram apreendidas”, disse a delegada.
 

Chocado com o que flagrou, o conselheiro tutelar Antônio Oliveira, da região Sudeste de Teresina, disse que foi estarrecedor a quantidade de adolescentes embriagados.


“A maioria dos pais não tinha conhecimento que os filhos estavam na festa ou consumindo bebida alcoólica. É preciso que os pais se tornem mais vigilantes monitorando a rede social do filho, acompanhando-o na escola, conhecendo os amigos”, disse o conselheiro, que alertou para o crime que as pessoas estão cometendo ao compartilhar os vídeos dos adolescentes.


Operação Parador


Os adolescentes foram apreendidos durante operação Parador. Os adolescentes estavam em uma mansão, no bairro Vale Quem Tem, participando da festa de aniversário de 18 anos de uma influencer.


Ao serem levados pela Polícia, os adolescentes gravaram vídeos dançando dentro da Central de Flagrantes. Os vídeos viralizaram na internet. Um deles chega a fazer postagem direto da Central, e já em casa, faz outra gravação em um tom de deboche: “um breve tem mais”. Outro vídeo que circula nas redes sociais, mostra também um grupo pulando pela janela de um ônibus, fugindo para não serem levados para a Central de Flagrantes.


Veja o que disse o gerente de Diretos Humanos da Semcaspi, André Santos:

 

Flash Yala Sena
Cidade Verde


DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social

1
0
0
s2smodern

Destaques