Nov 26, 2020

“Nenhum político bandido vai dizer onde delegado de polícia vai ficar”, declara delegado

1
0
0
s2smodern

 

Diante de uma suposta ameaça de tirar o delegado de Polícia Civil Wanderson Bastos (imagem) do município de Capela (SE), informação que circulou nos últimos dias atribuída a uma liderança política do mesmo município, que não foi identificada, o próprio delegado aproveitou a entrevista que concedeu , nesta segunda-feira, para desafiar o emissor da mensagem.

“Tomei conhecimento dessa informação e o que posso dizer para esse “líder político”, já que ele diz que vai me tirar, eu quero dizer para esse frouxo – frouxo porque ele não tem coragem de dizer na minha frente – que ele não é líder político de coisa nenhuma. Ele é chefe de organização criminosa e se eu descobrir quem é ele, vou trabalhar para colocar atrás das grades. É bandido igual os demais bandidos que já coloquei na cadeia. Nenhum marginal vai dizer onde delegado de polícia vai ficar”, declarou Wanderson.

O delegado deixou claro que desconhece quem pode ter emitido a mensagem, mas disse acreditar na fonte que divulgou a informação.

Ao longo da entrevista, Wanderson aproveitou para falar do seu trabalho a frente da Delegacia de Capela e a redução de alguns índices de violência. Nós nos irmanamos com o 9º Batalhão da Polícia Militar aqui de Capela e desenvolvemos esse trabalho com principal foco na criminalidade, com um ano e quatro meses de resultados bastante significativos. Reduzimos em 70% o número de homicídios no município, redução de quase 80% dos roubos e temos ainda uma grande luta contra o tráfico de drogas, porque é através dele que vem os homicídios, roubos, arrombamentos e outros crimes. Gente as vezes tem a sensação que estamos enxugando gelo, mas não podemos parar. Não podemos dar sossego para bandidagem”, afirmou.

Para Wanderson, um objetivo da Polícia na região é diminuir os roubos a motocicletas nos povoados. “Os elogios, reconhecimento, isso massageia nosso ego, mas temos a humildades de reconhecer que muito precisa ser feito. Tenho um problema grave que é o roubo de motos em Capela e em povoados. Estamos jogando um pouco de luz nas investigações e em breve vamos tirar esses vagabundos de circulação. O povo bom tem que viver sossegado”, pontuou.

O delegado acrescentou ainda que a população do município de Capela pode ajudar no trabalho da Polícia. “O que eu peço é que com base nessa confiança que a população tem na Polícia Civil e na Polícia Militar, façam o uso do 181, do disque denúncia. Avisem a polícia acerca do que está acontecendo, proteja sua família e seus filhos. Denuncie o traficante, o assaltante, que com base nesse trabalho, vamos tirar de circulação esses vermes que não significam nada”, finalizou Wanderson Bastos.

Jornal da Fan de Carmópolis


DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social

 

 

1
0
0
s2smodern

Destaques