Início Notícias Flanelinha é preso após tentar impedir delegada de estacionar carro no Recife

Flanelinha é preso após tentar impedir delegada de estacionar carro no Recife

PE: Um flanelinha foi preso em flagrante após tentar impedir que uma delegada estacionasse seu veículo em uma rua do bairro do Espinheiro, na Zona Norte do Recife.

 

Um flanelinha foi preso em flagrante após tentar impedir que uma delegada estacionasse seu veículo em uma rua do bairro do Espinheiro, na Zona Norte do Recife.

O caso aconteceu na tarde desta sexta-feira e foi confirmado, por meio de nota, pela Polícia Civil.

Durante a abordagem do guardador de carros, a motorista estava com o marido, que também é delegado.

Segundo o policial, o guardador de carros apareceu de repente e deu um murro no veículo, dizendo para a delegada estacionar em outro lugar.

O marido da motorista relatou que ela se recusou a dar dinheiro ao flanelinha, que geralmente cobra para limpar e vigiar os carros.

Logo depois da abordagem agressiva do suspeito, a polícia foi acionada e ele foi encaminhado para a Delegacia do Espinheiro e deve responder pelo crime de extorsão.

De acordo com o artigo 158 do Código Penal, o crime de extorsão caracteriza-se pela conduta de constranger alguém a fazer, tolerar ou deixar de fazer algo, sob violência ou grave ameaça, com objetivo de obter vantagem indevida.

A pena pode variar de 6 a 12 anos de reclusão e multa, se o crime for cometido mediante restrição da liberdade da vítima para a obtenção da vantagem econômica.

O que diz a nota

Na nota, Polícia Civil disse que a Delegacia da 4ª Circunscrição – Espinheiro registrou a a prisão em flagrante delito de um homem de 50 anos.

“O indivíduo foi autuado por extorsão após abordar a vítima, mulher de 42 anos, que havia estacionado seu veículo em via pública do bairro dos Aflitos, em Recife, e exigir que ela retirasse o veículo do local, por não haver pago o estacionamento na área dele”, afirmou a nota.

Após ser localizado pela equipe policial, o homem foi conduzido à delegacia para realização dos procedimentos cabíveis, “ficando em seguida à disposição da Justiça”.

Diário de Pernambuco

DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social