Jun 25, 2022

Delegado Márcio Marques Ramalho assume presidência da ADPESP

1
0
0
s2smodern


O delegado Márcio Marques Ramalho assumiu a presidência da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (ADPESP), no início de junho. A ADPESP é a maior e mais antiga entidade representativa de delegados estaduais do país, com 73 anos de história.


Márcio M. Ramalho é delegado da Polícia Civil de Sã Paulo há 26 anos. Ao longo de sua trajetória, trabalhou no Departamento de Polícia Judiciária da Capital (DECAP) e no Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior (DEINTER 1), atuando como delegado titular em diversas delegacias e municípios, como Santo Antônio do Pinhal, Jambeiro e Caçapava. Em São José dos Campos foi delegado plantonista e titular em diferentes distritos e da Delegacia de Investigações Gerais (DIG/Homicídios).


Em 2014, assumiu a Seccional de Guaratinguetá, permanecendo até 2021. Posteriormente, assumiu a Seccional de Taubaté, onde atuou por sete meses. Atualmente, Márcio Ramalho, está no Curso Superior de Polícia (CSP) – formação em nível de pós-graduação lato sensu, que torna o aluno especialista em Polícia Judiciária e Sistema de Justiça Criminal. O curso é pré-requisito para a promoção do delegado de polícia para a classe especial.


O delegado já integrou o Conselho de Ética da ADPESP em duas gestões anteriores. Em 2021, assumiu o posto de vice-presidente da Entidade e em junho de 2022 tornou-se presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo.


Márcio Ramalho foi o idealizador de grandes mudanças na Polícia Civil paulista, como o SECCOLD – Setor de Combate à Corrupção, Crime Organizado e Lavagem de Dinheiro; a Atividade Integrada da Polícia Civil, com a participação de outros colegas; e a DEJEC – Diária Especial por Jornada Extraordinária da Polícia Civil, em coautoria com Dr. Jailton dos Santos.

Entre as bandeiras do novo presidente da ADPESP estão a continuidade na luta pelo fortalecimento da Polícia Civil bandeirante e a valorização dos policiais, que recebem os piores salários do país.


DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social

1
0
0
s2smodern

Destaques