Set 26, 2020

Concurso para Polícia Federal com 1.508 vagas! Confira! 

1
0
0
s2smodern


O Departamento da Polícia Federal pretende abrir um novo concurso público para ingresso de interessados no quadro efetivo. A corporação enviou um pedido de certame ao Ministério da Economia (ME) por meio do Ministério de Justiça e Segurança Pública. Vale lembrar que o ME dá o aval orçamentário para a realização e não a autorização. Dentro dessa solicitação há pedido para o concurso Delegado PF com 100 vagas. Contudo, o diretor-geral da corporação e o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, afirmaram que serão 300 vagas somente para o cargo.

O concurso anterior para Delegado de Polícia Federal foi realizado em 2018 com 150 vagas para provimento imediato e formação de cadastro de reserva. Na época foram 17.816 inscritos para o cargo, sendo a demanda de 118,77 por vaga indicada no edital. os candidatos foram avaliados por meio de diversas etapas. Saiba aqui detalhes do edital.

CONCURSO CONFIRMADO

Em agosto quem confirmou o novo edital foi o diretor-geral da corporação, Alexandre de Souza, em live realizada pela Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal. De acordo com ele, se der tudo certo, o edital será divulgado neste ano (até dezembro) e o Curso de Formação Profissional está previsto para o final de 2021, devido ao andamento de todas as etapas do certame.

“Entraríamos em 2022 com o maior efetivo da história da Polícia Federal”, destaca. O representante também reforçou a realização da seleção durante a abertura da Aula Magna do Curso de Formação Profissional dos candidatos aprovados no certame de 2019.

 

Além das vagas para Delegado (300) também foram confirmadas oportunidades para ingresso nos cargos: Agente de Polícia Federal (1.016 vagas), Escrivão (600 vagas) e Papiloscopista (84 vagas). Vale lembrar que há ainda o pedido de 508 vagas para apoio administrativo indicado no tópico abaixo.

 

VAGAS SOLICITADAS

O governo federal, por meio do Ministério da Justiça e Segurança Pública, enviou ao Ministério da Economia um pedido para a realização de um novo concurso para a corporação. Foram solicitadas 1.508 vagas. Os dados foram confirmados pela assessoria da corporação. Veja abaixo os detalhes por cargo:

Carreira policial

  • Delegado – 100 vagas
  • Agente – 540 vagas
  • Escrivão – 300 vagas
  • Papiloscopista – 60 vagas

Carreira administrativa

  • Agente Administrativo – 349 vagas
  • Técnico em assuntos educacionais – 13 vagas
  • Técnico em Comunicação Social – 3 vagas
  • Assistente Social – 10 vagas
  • Administrador – 21 vagas
  • Médico – 65 vagas
  • Odontólogo – 11 vagas
  • Contador – 9 vagas
  • Arquivista – 8 vagas
  • Psicólogo – 5 vagas
  • Enfermeiro – 3 vagas
  • Estatístico – 4 vagas
  • Economista – 3 vagas
  • Engenheiro – 1 vaga
  • Farmacêutico – 1 vaga
  • Nutricionista – 1 vaga
  • Bibliotecário – 1 vagas
  • Total: 508 vagas

 

Remuneração e benefícios


O profissional recebe o subsídio de:

Subsídio

  • Terceira categoria (Inicial) R$ 23.692,74
  • Segunda categoria R$ 24.298,42
  • Primeira Categoria R$ 27.846,91

Categoria Especial (topo da carreira) R$ 30.936,91


Além disso são concedidos os seguintes benefícios:

  • Auxílio alimentação no valor de R$ 458,00
  • Adicional de Fronteira, sendo R$ 91 por dia e mensal de R$ 2.000,00.

Concurso Delegado PF: cargos e vagas

De acordo com as informações do diretor-geral da corporação serão 300 vagas para oferta.

Cargos vagos Polícia Federal

A equipe de comunicação do Gran Cursos Online entrou em contato com a corporação para saber a relação de cargos vagos para Delegado que chega a 505 vacâncias no quadro de pessoal.


Carreira Delegado PF

Veja mais detalhes sobre como ingressar na carreira e as principais atividades a desempenhar pelos profissionais da Polícia Federal.

Concurso Delegado PF: requisitos

São necessários:

Diploma, devidamente registrado, de bacharel em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e comprovação de 3 (três) anos de atividade jurídica ou policial.

Também foi cobrado possuir carteira de identidade civil e carteira nacional de habilitação, categoria “B”, no mínimo.

ATIVIDADE JURÍDICA

Considera-se atividade jurídica, para fins de ingresso no cargo de Delegado de Polícia Federal:

a) a exercida com exclusividade por bacharel em Direito;

b) o efetivo exercício de advocacia, inclusive voluntária, com a participação anual mínima em 5 (cinco) atos privativos de advogado em causas ou questões distintas, conforme o Estatuto da Advocacia;

c) o exercício de cargo, emprego ou função, inclusive de magistério superior, que exija a utilização preponderante de conhecimentos jurídicos;

d) o exercício de função de conciliador em tribunais judiciais, juizados especiais, varas especiais, anexos de juizados especiais ou de varas judiciais, assim como o exercício de mediação ou de arbitragem na composição de litígios, pelo período mínimo de 16 (dezesseis) horas mensais e durante 1 (um) ano.


É vedada, para efeito de comprovação de atividade jurídica, a contagem de tempo de estágio ou de qualquer outra atividade anterior à conclusão do curso de bacharelado em Direito.


Atribuições

As atividades a cumprir são:

  • instaurar e presidir procedimentos policiais de investigação;
  • orientar e comandar a execução de investigações relacionadas com a prevenção e repressão de ilícitos penais;
  • participar do planejamento de operações de segurança e investigações;
  • supervisionar e executar missões de caráter sigiloso;
  • participar da execução das medidas de segurança orgânica, bem como desempenhar outras atividades, semelhantes ou destinadas a apoiar o órgão na consecução dos seus fins.
  • O profissional possui jornada de trabalho de 40 horas semanais em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva.


Último concurso Delegado PF

O organizador do concurso anterior foi o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). Foram ofertadas 112 vagas para ampla concorrência, sendo 30 reservadas aos candidatos negros e 8 reservadas aos candidatos com deficiência. Na época, a remuneração inicial foi de R$ 22.672,48.

As candidaturas foram aceitas entre os meses de junho e julho de 2018, por meio do endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/pf_18. A taxa de inscrição custou R$ 250,00.

Concurso Delegado PF: etapas de provas

O concurso público foi composto pelas seguintes etapas:

  • Primeira etapa
  • Prova objetiva eliminatória e classificatória
  • Prova discursiva eliminatória e classificatória
  • Exame de Aptidão Física eliminatória
  • Prova oral eliminatória e classificatória
  • Avaliação Médica eliminatória
  • Avaliação Psicológica classificatória
  • Avaliação de títulos classificatória
  • Segunda etapa
  • Curso de Formação Profissional eliminatório e classificatório



Concurso Delegado PF: prova objetiva

Veja detalhes da prova como as matérias no conteúdo programático e a forma de avaliação.

Disciplinas

  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo
  • Direito Penal
  • Direito Processual Penal
  • Criminologia
  • Direito Civil
  • Direito Processual Civil
  • Direito Previdenciário
  • Direito Financeiro e Tributário
  • Direito Internacional Público
  • Direito Empresarial



Estrutura da prova

O valor da prova foi de 0 (zero) a 120,00 (cento e vinte) pontos, sendo avaliado de acordo com o método Cespe/Cebraspe. O julgamento dos itens era de Certo ou Errado.

Foi reprovado na prova objetiva e eliminado do concurso público o candidato ao cargo de Delegado de Polícia Federal que obteve nota inferior a 48,00 pontos na prova objetiva da primeira fase.

Prova discursiva

Para o cargo de Delegado de Polícia Federal, a prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, abordou os objetos de avaliação de:

  • Direito Administrativo,
  • Direito Constitucional,
  • Direito Penal e
  • Direito Processual Penal.


A avaliação teve o valor máximo de 24,00 pontos e foi composta de duas partes:

a) três questões dissertativas, de até 30 linhas cada, com valor máximo de 4,00 pontos cada uma; e

b) elaboração de uma peça profissional, de até 90 linhas, com valor máximo de 12,00 pontos.

Foram corrigidas as provas discursivas dos candidatos que chegaram até a seguinte colocação (respeitados os empates):

 

Vagas para ampla concorrência: 448ª
Vagas reservadas aos candidatos negros: 120ª
Vagas reservadas aos candidatos com deficiência: 32ª


Concurso Delegado PF: prova oral

A prova oral, aplicada apenas para o cargo de Delegado de Polícia Federal, será realizada somente em Brasília/DF.

A prova oral, de caráter eliminatório e classificatório, teve em seu conjunto, o valor de 16,00 pontos e versou sobre as matérias de Direito Administrativo,Direito Constitucional,Direito Penal e Direito Processual Penal.

Foi eliminado o candidato que obteve nota na prova oral inferior a 8,00 pontos ou que não compareceu para a realização da prova.

A prova oral teve a duração de até 20 minutos, tempo em que o candidato teve que ler e responder às perguntas que lhe forem entregues por escrito, bem como responder às arguições da banca examinadora.



Concurso Delegado PF: Teste de Aptidão Física

O exame de aptidão física, de caráter unicamente eliminatório, foi realizado pelo Cebraspe e visou avaliar a capacidade do candidato, com deficiência ou não, para suportar, física e organicamente, as exigências do ensino das atividades policiais a ser submetido durante o Curso de Formação Profissional (CFP/PF).

O candidato foi considerado apto no exame de aptidão física se, submetido a todos os testes, caso obtivesse o desempenho mínimo de 2,00 pontos em cada teste e o somatório mínimo de 12,00 pontos no conjunto dos testes.


Avaliação Psicológica

A avaliação psicológica consistiu na aplicação e na avaliação de instrumentos e técnicas psicológicas validados cientificamente, que permitiam identificar a compatibilidade de características psicológicas do candidato, com deficiência ou não, com as atribuições do cargo pleiteado, visando verificar, entre outros:

a) capacidade de concentração e atenção;
b) capacidade de memória;
c) tipos de raciocínio;
d) características de personalidade como: controle emocional, relacionamento interpessoal, extroversão, altruísmo, assertividade, disciplina, ordem, dinamismo, persistência, entre outras.



Curso de Formação Polícia Federal

O Curso de Formação Profissional foi realizado pela Academia Nacional de Polícia, no Distrito Federal, em regime de internato, exigindo-se do aluno tempo integral com frequência obrigatória e dedicação exclusiva. O CFP ocorreu no período das 7h30 de segunda-feira às 18h de sábado.

Durante o Curso de Formação Profissional, o aluno regularmente matriculado dentro do número de vagas previsto neste edital fez jus a auxílio-financeiro, na forma da legislação vigente, no valor de 50% do subsídio da classe inicial do cargo, à época de sua realização, sobre o qual incidirão os descontos legais, ressalvado o direito de optar pela percepção do vencimento e das vantagens do cargo efetivo, em caso de ser servidor da Administração Pública Federal.


Concurso Delegado PF: avaliação de Títulos

Foram convocados para a avaliação de títulos os candidatos aos cargos de Delegado de Polícia Federal e de Perito Criminal Federal aprovados nas fases anteriores, respeitados os empates na última colocação e a reserva de vagas para os candidatos com deficiência e para candidatos negros.


A avaliação de títulos teve o valor de 7,00 pontos, ainda que a soma dos valores dos títulos apresentados tenha sido superior a esse valor.


Veja abaixo a pontuação por título:

concurso delegado pf - polícia federal - prova de titulos
Concurso Delegado PF (Polícia Federal): avaliação de títulos.
Concurso PF Delegado: concorrência

Cargo Inscritos total Vagas Demanda por vaga
Delegado da Polícia Federal 17.816 150 118,77


Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online






 




® Todos os direitos reservados. O conteúdo disponibilizado aos assinantes pertence à política de direitos autorais para uso único, individual e exclusivo, não havendo permissão para sua divulgação em qualquer outro meio de comunicação sem autorização da Revista da Defesa Social & Portal Nacional dos Delegados. Logo, é proibida a impressão ou transmissão por broadcast, reescrição ou redistribuição sem prévia autorização por qualquer meio, inclusive reenvio de material através de e-mail. (Art. 184 do Código Penal; art. 29, I, da Lei Ordinária Federal 9.610/98; arts. 183 a 195, da Lei 9.279/96).

 

DELEGADOS.com.br
Revista da Defesa Social & Portal Nacional dos Delegados

 

DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social

 

 

1
0
0
s2smodern

Destaques