Set 24, 2021

Advogados se 'transformam' em delegados e 'inventam' abuso contra delegada do RN; Associações repudiam ato

1
0
0
s2smodern

A Associação de Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte (Adepol/RN) e a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) assinaram nota conjunta em que repudiam a conduta de três advogados que participaram de um tumulto envolvendo uma delegada, na Central de Flagrantes de Cidade da Esperança, na noite dessa quinta-feira (26).


Segundo a nota, os profissionais da advocacia "expuseram servidores policiais em redes sociais e chegaram ao absurdo de cercear a liberdade de uma autoridade de polícia judiciária, sob uma infundada voz de prisão em flagrante que, por óbvio, não foi cumprida, pois não havia crime configurado".


As associações afirmaram que vão tomar medidas judiciais para coibir o que classificaram como abuso dos advogados. "Eventuais abusos e excessos, se ocorrerem, devem ser adequadamente repreendidos pela jurisdição e corrigidos administrativamente, na forma da lei, sendo absurda e ilegal a tentativa de criminalizar, expor a imagem e atacar a honra de uma autoridade policial por divergência no tocante à interpretação da lei, fatos ou provas", diz trecho da nota.


Na nota assinada pela presidente da Adepol/RN, Taís Aires da Costa, e pela diretora regional da ADPF/RN, Polyana Pimenta, rechaçaram a prática de abuso de autoridade apresentada por uma advogada à delegada.


"Ao divergir do entendimento da delegada, os advogados enveredaram por caminho estranho ao meio jurídico. Lamentamos, portanto, que estes profissionais, que deveriam primar pelo devido processo legal, tenham optado pelo achincalhe e exposição pública em uma unidade de polícia investigativa, tumultuando as investigações e visando, aparentemente, se promover nas redes sociais", pontua a nota.

Tribuna do Norte


DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social

 

1
0
0
s2smodern

Destaques