Nov 20, 2018

Faça seu login

Usuário*
Senha*
Lembrar de mim

Mulher é presa ao tentar aplicar golpe em delegado de Polícia Civil

1
0
0
s2smodern

Mulher foi presa suspeita de aplicar golpe em Macapá (Foto: Jorge Abreu/G1 ) 

Uma mulher, de 25 anos, foi presa no fim da tarde desta quarta-feira (29) em frente a um hospital particular de Macapá, após tentar aplicar golpe em um delegado de Polícia Civil. Ela iria receber um relógio negociado pela internet, que foi ofertado pela vítima.


Conforme a ocorrência, o delegado Cézar Ávila anunciou o produto ao valor de R$ 300, em um site de vendas, na terça-feira (28). Um perfil, do sexo masculino, entrou em contato com ele e alegou ser um defensor público, atuante em Santana, município a 17 quilômetros da capital.

Em depoimento, a jovem assumiu o crime e alegou ter feito a pedido do companheiro, que é detento do Instituto de Administração Penitenciário do Amapá (Iapen). Ela foi apresentada no Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) do bairro Pacoval.

Já na delegacia, a polícia constatou mandado de prisão em aberto contra a suspeita, pelo crime de roubo. A mulher vai passar por audiência de custódia na quinta-feira (30), e pode responder por estelionato.

Delegado Cézar Ávila, da Polícia Civil do Amapá (Foto: Jorge Abreu/G1

Segundo Ávila, a suspeita de golpe começou quando o comprovante de pagamento estava em nome de uma empresa de Minas Gerais e o número de telefone usado para a negociação ter o prefixo de Belém (PA). Outro ponto seria o tempo para o pagamento.

“O suposto defensor público disse que estaria trabalhando e a esposa iria buscar o relógio. Então pediu o meu contato para ser repassado à ela. O pagamento seria feito por transferência bancária, que demoraria um dia para ser creditado na minha conta”, destacou.

Ainda de acordo com o delegado, esse método de golpes tem sido recorrente, inclusive em casos registrados no Ciosp do Pacoval, onde ele atua. Ele destaca que todo o cuidado é pouco e o número de vítimas tem aumentado no estado.

“São muitos os casos de golpes no Ciosp do Pacoval. Então, a não ser que seja alguém conhecido ou de confiança, não entregue nada sem o pagamento. Tem gente que simula depósitos, desconfie”, finalizou Ávila.

G1

DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social

 

 

 

 

 

1
0
0
s2smodern

Destaques