Início Notícias Escrivão é punido por usar viatura caracterizada para ir à casa de prostituição...

Escrivão é punido por usar viatura caracterizada para ir à casa de prostituição no Piauí

PI: Segundo processo administrativo disciplinar, servidor praticou infrações administrativas disciplinares proibidas e previstas no estatuto do órgão de segurança pública.

Delegacia de Esperantina — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um escrivão foi suspenso da Polícia Civil do Piauí (PCPI) após Processo Administrativo Disciplinar (PAD) que comprovou que ele fez uso indevido da viatura da unidade policial de Esperantina, 174 km ao Norte de Teresina, para ir a uma casa de prostituição.

Durante a execução do processo, foram ouvidas testemunhas e o próprio acusado. Dentre as pessoas que prestaram depoimento estiveram os proprietários do prostíbulo, que confirmaram a presença do servidor no local, para fazer refeições.

“Que se recorda que algumas vezes o servidor processado foi, utilizando viatura policial, caracterizada, para fazer refeições; Que no seu estabelecimento comercial também funciona um prostíbulo, que fica ao lado de sua residência”, diz um dos depoimentos citados no documento.

Segundo a sentença, o escrivão praticou infrações administrativas disciplinares proibidas e previstas no estatuto do órgão de segurança pública, como “praticar ato que importe em escândalo ou que concorra para comprometer a função policial” e “fazer uso indevido de veículo da repartição”.

O documento afirma ainda que o “ato que causou escândalo e comprometeu a função policial, bem como maculou a imagem Polícia Civil”. Com base nisso, o secretário estadual de segurança pública, Chico Lucas, determinou a suspensão do servidor pelo prazo de 60 dias.

 

g1

DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social