Out 15, 2021

Delegados de São Paulo vão cobrar explicações sobre incêndio no Palácio da Polícia

1
0
0
s2smodern

No prédio histórico funciona o Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), além de outros setores da Polícia Civil paulista.


"Infelizmente um incêndio como esse não pega ninguém de surpresa. O Palácio da Polícia da capital é apenas um dos muitos exemplos de imóveis em completo abandono da Polícia Civil de São Paulo", afirmou a delegada Raquel Kobashi Gallinati, presidente do Sindpesp.


O incêndio obrigou policiais a descerem até 18 andares pela escadaria interna do edifício, onde inalaram a fumaça tóxica que subia. "Eles desceram sem saber o que estava ocorrendo e nem de onde vinha o fogo", lamentou a delegada. "Vamos continuar denunciando o sucateamento da Polícia Civil diariamente".


Segundo policiais que trabalham no prédio, o local não tem escada de emergência e nem possui uma brigada anti-incêndio.


"Queremos que o governo apresente o laudo de vistoria dos bombeiros e prove que o prédio tem condições de receber os policiais. Hoje (segunda-feira) não tivemos vítimas, mas em uma próxima vez podemos não ter essa sorte", disse a delegada Gallinati.


Segundo o portal de notícias G1, o Corpo de Bombeiros informou que o fogo queimou papéis em uma área de descarte de lixo no primeiro andar do prédio. Cinco viaturas foram acionadas para atender ao chamado e não houve registro de feridos, nem de danos à estrutura do prédio.


DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social

 

1
0
0
s2smodern

Destaques