Mar 23, 2019

Faça seu login

Usuário*
Senha*
Lembrar de mim

Polícia Civil de MG faz operação contra roubo de ouro em mineradoras

1
0
0
s2smodern

Delegado Domiciano Monteiro (esquerda) entre os Melhores Delegados de Polícia do Brasil em 2017


Policiais civis cumprem mandados de prisão e de busca e apreensão nas cidades de Santa Bárbara, João Monlevade e Barão de Cocais, na Região Central de Minas Gerais, e em Belo Horizonte, nesta quarta-feira (4). De acordo com a corporação, a ação é para combater o roubo de ouro em mineradoras.

Cerca de 100 policiais, 30 viaturas e um helicóptero estão nos trabalhos para cumprir 24 mandados de prisão expedidos pela Justiça.

"Essa organização criminosa tinha como principal finalidade subtrair ouro de mineradoras da região, dentre elas, a AngloGold Ashanti, a terceira maior do mundo, e a Jaguar Mining, outra multinacional importante também. Essa organização criminosa tinha vários núcleos. A gente identificou núcleos dos executores, receptadores, tinha parte mais técnica que trabalhava na apuração do ouro do que conseguia obter e tinham alguns integrantes que promoviam tráfico de drogas no distrito de Barra Feliz", explicou o delegado Domiciano Monteiro - Melhores Delegados de Polícia do Brasil em 2017.

Monteiro falou ainda que os suspeitos "agiam utilizando tecnologia e informações privilegiadas, já que outro núcleo da organização era composto por funcionários das empresas. Pessoas da área de operação e até de segurança".

Até as 9h40, duas pessoas haviam sido presas em Belo Horizonte e uma em Santa Bárbara, um advogado, que seria o vice-presidente da subseção da Ordem dos Advogados no Brasil (OAB), naquela cidade, segundo a polícia.

Ao todo, no horário, 21 mandados de prisão haviam sido cumpridos, e havia outros 30 mandados de busca e apreensão. A polícia apreendeu cerca de 60 pepitas de ouro.

A reportagem não conseguiu localizar a defesa dos suspeitos. O G1 tentou contato com a subseção da OAB em Santa Bárbara, mas a ligação não foi atendida.

A assessoria da AngloGold Ashanti disse que a Polícia Civil fez uma ação na portaria da Unidade de Córrego do Sítio, em Santa Bárbara, e em outras localidades da região com o foco de investigar uma quadrilha de furto de ouro e outros delitos. A ação envolveu a prisão de suspeitos, entre eles, empregados da empresa.

A assessoria da Jaguar Mining informou que a empresa já tomou conhecimento da operação, que está acompanhando os fatos e que vai se pronunciar ao longo do dia. 

Foram 22 pessoas presas até agora (atualizado).

G1

DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social

 

1
0
0
s2smodern

Destaques