Nov 28, 2020
1
0
0
s2smodern

MATO GROSSO

Mais uma ofensiva contra o tráfico de drogas foi desencadeada pela Polícia Judiciária Civil no interior o Estado. Em Alta Floresta (803 km ao Norte) 20 mandados de prisão preventiva e de busca domiciliar estão sendo cumpridos, nesta sexta-feira (28.05), sendo três prisões em Cuiabá. Quatorze pessoas já estão presas.

As investigações da operação “Pedra Branca” iniciarpriam há 4 meses. Neste período a Polícia Civil encontrou fortes indícios de um grupo de traficantes que atua na região de Alta Floresta, com pelo menos 18 pessoas envolvidas. A quadrilha é também investigada em dois homicídios e uma tentativa de homicídio.

Segundo a Polícia Civil local, a droga consumida em Alta Floresta e municípios próximos como Paranaíta é levada por “mulas” que buscam o entorpecente em Cuiabá, geralmente, fornecida por uma única pessoa. A quadrilha investia entre R$ 2 e 20 mil na compra da mercadoria e lucrava com venda para pequenos traficantes da região.  

Participam da operação cerca de 70 policiais civis (delegados, investigadores e escrivães). As investigações tiveram apoio da Gerência de Inteligência Policial (GIP).

Polícia Civil prende quadrilha de assaltantes que agia em Várzea Grande

Nove integrantes de uma quadrilha que vinha praticando vários assaltos em Várzea Grande foram presos pela Polícia Judiciária Civil. No final da tarde de quinta-feira (28.05), a segunda parte da quadrilha foi presa, em um condomínio do município. A prisão ocorreu depois que policiais da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF), do município, prenderam outros quatro membros, na quarta-feira (26.05).

A polícia suspeita que a quadrilha seja chefiada por Lílian Cristina da Silva Gonçalves, a "tia Lílian". A filha dela, Tabata Tereza Gonçalves Cardoso, também foi presa, junto com Renato Sandro da Costa, 22, Junior Resende de Barros, 19, e Romildo Moraes Barros, 19. Todos foram autuados na casa de Lílian Cristina, em Várzea Grande.

Na casa da mulher, os policiais apreenderam o segundo Celta prata, reconhecido por vítimas em roubos na cidade, uma pistola ponto 40 com numeração raspada, dois revolveres 38, e documentos de várias vítimas, inclusive o documento e as chaves de uma camionete S-10, cabine dupla, prata, roubada na noite da última quarta-feira (26.05). O veículo foi encontrado estacionado no pátio do Shop Fórmula.

Na quarta-feira, a DERF prendeu vigilante Ednaldo de Almeida Silva, 22 anos, no bairro Jardim Glória II. Ele usava um veículo Celta prata nos assaltos. Os policiais receberam uma pista do carro e chegaram a Ednaldo, que levou aos dois adolescentes, de 17 anos e uma garota de 16, também detidos. Este grupo desencadeou a prisão dos demais.

A quadrilha está envolvida em roubos/furtos praticados em empresas, residências e via pública. Todos vão responder por formação de quadrilha, receptação, porte ilegal de arma de fogo e roubo.


Polícia Civil cumpre em Jaciara segundo mandado de prisão da Justiça de MS

A Polícia Civil de Jaciara (144 km ao Sul) deu cumprimento ao mandado de prisão decretado pela Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul, contra Fabiano Leão de Barros, 32 anos. O suspeito foi preso em uma fazenda, a 10 quilômetros do Distrito de Santa Euvira, em Juscimeira, na noite de quinta-feira (27.05). Ele é filho de Francisco Serafim de Barros, 60 anos, preso em Cuiabá, pela Gerência de Repressão a Sequestro e Investigações Especiais (GRSIE), também na quinta.

Ao ser preso Fabiano portava uma pistola 380 e na sede da fazenda foram localizadas outras três armas de fogo, duas espingardas calibres 12 e 36 e um revólver calibre 22, todas municiadas, além de mais de 100 munições guardadas em caixas. O suspeito foi autuado em flagrante por porte e posse ilegal de arma de fogo, pelo delegado Vitor Hugo Bruzulato.

Pai e filho são investigados em uma tentativa de homicídio envolvendo briga de família, pelo Grupo Armado de Repressão a Roubos a Assaltos e Sequestro (GARRAS), da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul. O pai Francisco Serafim de Barros será transferido ainda hoje para Mato Grosso do SuL.


Polícia Civil prende assaltantes nas cidades de Jauru e R. Cascalheira

Dois rapazes foram presos pela Polícia Civil do município de Jauru (425 km a Oeste), acusados de assaltarem uma loja de conveniência, na cidade. Tiago de Souza Paiva, 20 anos, e Gilmar Vieira Nunes, 21, foram autuados na madrugada desta sexta-feira (28.05).

O delegado Fábio Beccardi informou que Tiago e Gilmar são de Pontes e Lacerda e saíram da cidade para roubar a loja em Jauru. Anunciado o assalto, Tiago prendeu duas vítimas numa cozinha da loja enquanto Gilmar recolhia o dinheiro do caixa.

A dupla levou celulares e dinheiro das vítimas e agrediram fisicamente um homem de 45 anos.  As Polícias Civil e Militar foram acionadas e ambos foram presos na estrada quando se dirigiam para Pontes e Lacerda. Os dois estavam numa Honda CG Titan Preta com placa de Pontes.

De acordo com o Fábio Beccardi, a polícia suspeita que os dois presos já cometeram outros roubos semelhantes no município de Pontes e Lacerda.

RIBEIRÃO CASCALHEIRA

Em Ribeirão Cascalheira (900 km a Leste), foi preso, na última quarta-feira (26.05), Marcos Paulo de Lima, 22, o “Raposa” e Osvaldo Pereira da Silva, 21 anos, pelo crime de furto qualificado. Eles são acusados de furtar R$ 160, 00, de dentro de uma residência, no momento em que o dono da casa foi pegar um cobertor e cigarros para ceder aos suspeitos e descuidou da frente da casa. Após denúncia policiais civis, em diligências, encontraram os suspeitos, que acabaram sendo reconhecidos pela vítima.

Na delegacia eles confessaram o crime e foram autuados em flagrante delito por furto qualificado e encaminhados para a cadeia pública de Canarana, onde ficarão à disposição da justiça.

Luciene Oliveira
Assessoria de Comunicação Social
Polícia Judiciária Civil


DELEGADOS.com.br
Revista da Defesa Social
Portal Nacional dos Delegados
1
0
0
s2smodern

Destaques