Out 21, 2020

Quadrilha que assaltou delegado federal é presa

1
0
0
s2smodern

AMAZONAS

A quadrilha — que foi detida na estrada da Manaus Moderna, no Centro — era formada por Aldeilson de Souza, 26, o ‘Mandraque’, e também líder do bando, Francisco Cruz, 20, Erik dos Santos, 23, Clóvis Campos, 40, além de um adolescente de 17 anos que foi encaminhado para a Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAAI).  De acordo com o comandante da Rocam, major Amadeu Soares, o grupo é suspeito de ter invadido, na noite da última segunda-feira, 1º, a residência do delegado federal, Rosinaldo Wanderley, no conjunto Vila do Rey, Parque 10, Zona Centro-Sul. Na ocasião, os bandidos roubaram joias, celulares, note books, dinheiro, além de um carro Fiat Marea, recuperado na manhã da última terça-feira, no conjunto José Bonifácio, Colônia Antônio Aleixo, Zona Norte.

07mar10-am-quadrilha-assalto-dpf-2“Já vínhamos caçando esses infratores há bastante tempo. Eles são perigosos e bem esquematizados. Eles fizeram ao menos 25 vítimas durante esses assaltos que cometeram na cidade. Roubavam e invadiam as residências sempre em bando”, comentou o major Amadeu.De acordo com a titular do 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Márcia Araújo, os acusados são de alta periculosidade. Ela disse também que os bandidos citaram na delegacia alguns dos endereços das pessoas que foram assaltadas por eles, um deles coincide com a casa do delegado federal Rosinaldo Wanderley. “Por isso não podemos descartar a possibilidade de eles estarem envolvidos com o assalto do delegado. Só se for uma tática para querer se vangloriar pelo fato de ter assaltado a casa de um delegado”, disse.

A delegada informou que apenas uma vítima compareceu a delegacia para fazer o reconhecimento dos bandidos. “Foi uma tenente do Exército (cuja identidade não foi revelada) que foi assaltada por eles não semana passada, no conjunto Duque de Caxias. Ela reconheceu Aldeilson como um dos envolvidos no assalto”, disse.

Em depoimento, Luciclea disse que os bandidos lhe abordaram na porta da residência, levaram-na para o interior da casa e um deles, o Aldeilson, ainda desferiu um tiro, com o intuito de intimidar as quatro pessoas que se encontravam na residência.

Falta um

Com exceção do adolescente, que vai receber as medidas sócio-educativas pelo juizado da infância e da juventude, os infratores foram autuados por formação de quadrilha, roubo e porte e posse ilegal de arma de fogo. Ainda ontem, os quatro acusados foram transferidos para a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, Centro, onde aguardarão por julgamento. Um sexto integrante, identificado como Ricardo, não foi capturado até o final desta edição.

Diligências

Depois de dominarem os bandidos, os policiais se dirigiram até as residências dos acusados, no bairro Amazonino Mendes, Zona Norte, para recuperar os objetos roubados, além das armas que o grupo utilizava nos assaltos. Na casa do chefe da quadrilha, o Aldeilson, a polícia recuperou uma TV de plasma 21 polegadas, celulares e duas bolsas com pertences das vítimas. Já na casa de Clóvis, apontado como o armeiro do grupo, foi encontrado uma espingarda calibre 12. “Por mais que o Clóvis negue a participação dele na quadrilha, ele foi autuado por porte e posse ilegal de arma de fogo. Sem dúvidas, ele é o armeiro do grupo, uma vez que, ele raspava e consertava as armas que eram utilizadas pelos bandidos durantes os roubos”, disse a delegada Márcia Araújo.

Perseguição pelo Centro

A prisão dos acusados se deu após uma perseguição por algumas ruas da Zona Oeste. Por volta das 20h30 da última terça-feira, os bandidos roubaram o carro da contadora Luciclea da Silva, 54, uma Hilux, de placa JXG-5013, na rua 8 do conjunto Castelo Branco, no Parque 10. A polícia foi acionada por meio do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) e, aproximadamente, em 30 minutos, os policiais da Rocam se depararam com o veículo roubado, no bairro de Santo Antônio.

O major Amadeu informou que a perseguição se estendeu até o Centro, onde os bandidos só pararam depois de colidir com um muro, nas proximidades da feira da Manaus Moderna, acabando parcialmente com a Hilux. “Infelizmente a nossa viatura ainda bateu na traseira do carro deles, mas nenhum policial saiu ferido. Eles são tão audaciosos que ainda desferiram contra os policiais. Revidamos e prendemos em flagrante os acusados”, comentou.

Dúvidas no reconhecimento

O delegado da Polícia Federal Rosinaldo Wanderley salientou ainda que, na madrugada de ontem, se deslocou até ao 3º DIP na tentativa de reconhecer os assaltantes. Mas segundo ele, apenas um dos acusados chamou a sua atenção. “Não reconheci nenhum dos cinco infratores. Há uma série de fatores que não deu para reconhecer de início os acusados, já que na hora do assalto, os dois estavam de boné, e também, exigiam que não olhasse para eles. Em um primeiro momento, não dá para associá-los com o roubo em minha residência. As investigações vão continuar e vamos ver se eles tem participação ou não no assalto”, afirmou.

QUADRO

Locais dos últimos assaltos:

— Conjunto Duque de Caxias, Flores, Zona Centro-Sul – levaram um veículo de uma residência;

— Conjunto Eldorado, Zona Centro-Sul – roubaram dois carros, sendo um Fox e um Gol – que posteriormente foram encontrados, no Centro, e Lagoa Verde, Distrito Industrial, respectivamente;

— Dom Pedro, Zona Centro-Oeste – assalto a uma residência;

— Parque 10, Zona Centro-Sul – casa do delegado federal

Em tempo

DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados
Revista da Defesa Social
1
0
0
s2smodern

Destaques