Nov 25, 2020
1
0
0
s2smodern

RIO DE JANEIRO

Na mesma semana em que um pastor foi preso com uma extensa ficha criminal, um padre foi detido por tentativa de suborno no Rio. Segundo a polícia, examinadores do Detran do Rio acusam Mário Antônio Barbosa de oferecer R$ 900 para ser aprovado na prova de direção na última quinta-feira (29). O episódio aconteceu no campus da UFRJ, na Ilha do Fundão, e o caso foi registrado na 37ª DP (Ilha do Governador).

O vigário, que trabalha na Paróquia Apóstolo São Pedro, no bairro de Cavalcante, no subúrbio, já teria sido reprovado anteriormente e teria tentado subornar os funcionários do Detran ao saber que não passara no exame novamente. Só que os examinadores eram policiais militares cedidos ao órgão e fingiram aceitar a quantia e chamaram a polícia para efetuar o flagrante.

"Ele continua preso e responde por corrupção ativa e o instrutor da autoescola também foi preso, mas por tráfico de influência, que é solicitar vantagem a pretexto de influir em decisões de funcionários públicos", explicou o delegado Paulo Roberto Mendes, da 37ª DP (Ilha do Governador). Segundo Mendes, o padre se reservou ao direito de ficar calado e, por orientação de advogados, informou que só vai prestar depoimento em juizo.

Questionada sobre o assunto, a Arquidioecse do Rio disse apenas que o pároco errou e deve assumir as consequências dos seus erros e que ele está sendo assistido por um advogado particular, sem ligação com a instituição.

Já o Detran, informou que aguarda um relatório da banca examinadora do caso para estudar que medidas podem ser tomadas contra o instrutor da autoescola.

Pastor preso

Na última terça-feira (27), o pastor evangélico Antonio Luiz Ponte, de 48 anos, foi preso em Niterói, na Região Metropolitana do Rio. Segundo a polícia, contra ele havia três mandados de prisão por condenações de estelionato e furto, além de um quarto mandado, em um processo também de estelionato, que está em andamento.

De acordo com a polícia, Ponte é investigado ainda por homicídio e roubo, e há informações de que ele também atuava em receptação de carros e peças roubadas. A prisão aconteceu na noite de na hora em que ele iria realizar um culto no Centro de Niterói, onde ele abriu a Igreja Pentecostal Amigos de Cristo há 2 anos.

g1

DELEGADOS.com.br
Revista da Defesa Social
Portal Nacional dos Delegados
1
0
0
s2smodern

Destaques