Nov 25, 2020
1
0
0
s2smodern

DISTRITO FEDERAL

Dados da Polícia Civil confirmam que o número de roubos de carros, situação em que os bandidos agem de forma violenta, aumentou no Distrito Federal durante o último ano. Em alguns casos, a ousadia dos ladrões é tão grande, que eles atuam antes mesmo dos veículos saírem das lojas.

Uma concessionária, que fica no SIA, a cerca de 10 Km de Brasília, foi assaltada no dia 19 de abril. Um homem de camisa amarela entrou na garagem e imagens do circuito interno mostram que ele sentou na cadeira do vigia, que nem desconfiou do roubo. Uma camionete foi furtada poucos minutos depois.

O ladrão fingiu que era dono do veículo e teria dito para os funcionários que estava esperando a instalação de películas nos vidros. 28 minutos depois, as câmeras do circuito de segurança registraram a saída do bandido, que ainda pergunta para o vigia qual seria o melhor caminho para Taguatinga, cidade próxima a Brasília.

O assaltante foi preso na última terça-feira (4) e confessou ter furtado mais dois carros em concessionárias do SIA e outro em um lava jato na mesma região. O motor do carro do ladrão também era roubado e tinha um som de R$ 8 mil que pode ter sido comprado com a venda dos carros. A camionete levada da concessionária, no dia 19 de abril, foi vendida para um conhecido, que também está detido por receptação. “Ele recebia encomendas”, explica a delegada Débora Menezes, da 8ª DP.

De janeiro a abril, o número total de ocorrências de furtos e roubos de veículos até caiu no DF. Nos quatro primeiros meses do ano passado foram 3.679 ocorrências contra 3.596 em 2010. Entretanto, o número de roubos, situações nas quais os bandidos agem de maneira violenta, aumentou. Em 2010, já são 166 casos a mais que nos quatro primeiros meses do ano passado.

Taguatinga é a cidade com o maior número de ocorrências: subiu de 204 casos, de janeiro a abril de 2009, para 349 este ano. Em seguida, vem Ceilândia, Samambaia, Plano Piloto e Gama. O aumento dos furtos no Plano Piloto, região central da capital, também impressiona: de 697 para 758.

Segundo a Polícia Militar, os modelos populares são os mais cobiçados porque seriam mais fáceis de arrombar. Apesar da quantidade de carros roubados, o índice de recuperação de veículos pela delegacia de roubos e furtos é um dos maiores do país: 69% são encontrados.

G1

DELEGADOS.com.br
Revista da Defesa Social
Portal Nacional dos Delegados
1
0
0
s2smodern

Destaques