Out 23, 2020
1
0
0
s2smodern

RIO DE JANEIRO

A intenção de tirar onda com uma carteira falsa de delegado da Polícia Civil custou caro para o desempregado Antônio Carlos Cunha, de 57 anos. Ele foi preso por policiais do 12º BPM (Niterói), na madrugada de segunda-feira (8), em Icaraí, depois de tentar se passar pelo delegado aposentado Carlos Augusto Jorge Vidal. Segundo a polícia, Antônio teria apresentado uma falsificação grosseira da identidade da autoridade durante uma abordagem. Para se livrar da prisão, ele teria oferecido R$ 3 mil aos PMs.




11mar10-rj-falso-delegado-2De acordo com os policiais, eles atendiam uma ocorrência de acidente de trânsito na Rua Miguel de Frias quando Antônio Carlos se aproximou. Se dizendo delegado, ele teria criticado a ação dos PMs, que pediram sua identificação.
“Desconfiamos do comportamento dele e pedimos para ver a carteira. Ele não queria mostrar, mas acabou entregando. A carteira funcional era uma xerox colorida com uma foto dele colada”, contou um dos PMs.

Antônio Carlos recebeu voz de prisão e foi conduzido para a 77ª DP (Icaraí). O delegado lesado contou na delegacia conhecer Antônio e teria emprestado os próprios documentos para o falsário, de quem seria fiador no aluguel de um imóvel. Segundo a polícia, a falsificação estaria sendo usada há nove meses.

Morador de Icaraí, Antônio Carlos já teria respondido a processos por tentativa de homicídio e agiotagem. Em ambos os casos, ele foi absolvido. O acusado vai responder por falsidade ideológica e corrupção ativa.

o são gonçalo

DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados
Revista da Defesa Social
1
0
0
s2smodern

Destaques