Set 20, 2019

Faça seu login

Usuário*
Senha*
Lembrar de mim

Delegacia do Paraná cria álbum criminal digital

1
0
0
s2smodern

PARANÁ
17jan12-pr-matheus-1Delegacia cria álbum criminal digital
Delegado Matheus inova na segurança


PARANÁ

 

17jan12-pr-matheus-2

 

A partir desta semana, os Policiais Civis de Realeza contam com um novo instrumento de trabalho para combater a criminalidade.

Trata-se do Álbum Criminal Digital.

Esta Álbum busca, basicamente, catalogar as pessoas com passagens policiais, mantendo um rico banco de dados na Delegacia.

Acabou aquele Álbum físico, em que as vítimas ficavam folheando o Álbum para encontrar o suspeito.

O programa funcionará da seguinte maneira: quando um indivíduo suspeito for conduzido para a Delegacia de Realeza (em razão de cumprimento de mandado de prisão, prisão em flagrante, etc), os Investigadores de Polícia irão fotografá-lo e inserir no Álbum várias outras informações: nome do suspeito, nomes dos pais, idade, cor da pele, dos olhos e dos cabelos, altura, naturalidade, endereço atual e anterior, antecedentes criminais, motivo da condução à Delegacia, sinais peculiares (cicatrizes, por exemplo).

No campo de cicatrizes, por exemplo, aparecerá um modelo de corpo humano onde o Policial Civil irá clicar e demonstrar qual parte do corpo a cicatriz se encontra.

Depois de devidamente incluído no Álbum Criminal Digital, esse suspeito irá pertencer a esse Banco de Dados e quando surgir, por exemplo, na Delegacia uma vítima de Estupro, Roubo, Homicídio, ou outros crimes, essa vítima terá várias pessoas que foram inseridas no Álbum para fins de reconhecimento.

Para fins de ilustração, imaginemos a seguinte situação: chega na Delegacia de Polícia uma mulher dizendo ser vítima de Estupro. Ela disse não conhecer o autor, mas sabe apenas dizer que se trata de uma pessoa baixa (150 cm). Pelo sistema de busca do Álbum, basta preenchermos a altura, que irá aparecer os suspeitos já cadastrados no Álbum que tenham 150 cm.

Outro exemplo: chega na Delegacia um Senhor contando que viu uma pessoa entrando em uma residência e saindo de lá com vários produtos furtados. Esse Senhor não conhece a pessoa, mas viu que ela possui uma tatuagem no braço esquerdo. Pelo Álbum Criminal Digital, basta fazermos uma busca em Tatuagens no braço esquerdo que os suspeitos cadastrados serão selecionados.

É mais um recurso tecnológico da Polícia Civil de Realeza para vencer a guerra contra a criminalidade.

Segundo o Delegado da comarca de Realeza, MATHEUS ARAUJO LAIOLA, “trata-se de uma iniciativa e um programa inovador, que irá auxiliar em muito no combate da criminalidade. Já temos o disque-denúncia, o site www.policiacivilrealeza.com.br, e agora temos esse Álbum Criminal Digital. Esse programa foi desenvolvido pela empresa Centauro Soluções em Sistemas de Realeza, de maneira gratuita. Foram várias semanas de reuniões com os programadores da citada empresa até que conseguimos fazer o que achávamos o ideal. Agora iremos catalogar os indivíduos já fichados que estão nos Álbuns antigos (aqueles Álbuns físicos) e vamos catalogar os suspeitos que entrarem na Delegacia”.

DELEGADOS.com.br
Revista da Defesa Social & Portal Nacional dos Delegados

Avalie este item
(0 votos)
Última modificação em Sábado, 21 Janeiro 2012 15:12
1
0
0
s2smodern

Deixe um comentário:

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Destaques