Out 21, 2020
1
0
0
s2smodern

RIO GRANDE DO NORTE

A Delegacia da Polícia Federal em Mossoró, no Rio Grande do Norte, deflagrou nas primeiras horas da manhã de hoje a “Operação Gizé”, cujas investigações foram iniciadas há três meses através de informações repassadas pelo Ministério Público Estadual, segundo as quais algumas empresas sediadas na “Capital do Oeste” estariam realizando operações específicas de instituição financeira do tipo consórcio (venda premiada), sem a devida autorização do Banco Central do Brasil, fato que, em tese, configura o delito previsto no art. 16 c/c art. 1º da Lei nº 7492, de 16 de junho de 1986.

 

30 Policiais Federais da Delegacia de Mossoró e da Superintendência de Natal, estão cumprindo mandados de busca e apreensão em quatro empresas do ramo de venda de automóveis.

 

O nome da operação foi baseado em um dos monumentos mais famosos do mundo situado no Egito, e é uma referência à “pirâmide da fortuna”, também conhecida como “corrente”, artifício bastante popular, onde poucos ganham em detrimento da maioria que acaba levando o prejuízo.
Haverá entrevista coletiva, às 15h desta sexta-feira(12),  com o Delegado Francisco José Martins da Silva, na sede da Delegacia da PF, em Mossoró.

COMUNICAÇÃO SOCIAL DA POLÍCIA FEDERAL NO RIO GRANDE DO NORTE   
Fones: (84) 3204.5588 - 3204.5502 – 9991.0988


DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados
Revista da Defesa Social

1
0
0
s2smodern

Destaques